Skip to main content

Depressão pós-parto – O Que é e Como Tratar

O nascimento de um bebê pode desencadear diversas emoções satisfatórias, incluindo excitação e alegria. Porém, em alguns casos, o medo e a ansiedade acabam atropelando todos esses sentimentos e transformando o que era pra ser bom em uma profunda tristeza, mais conhecida como depressão.

A maioria das novas mamães acabam experimentando a depressão pós-parto, o que inclui mudanças de humor, crises de choro, ansiedade, medo e insônia. Os sintomas começam tipicamente nos primeiros três dias após o parto e pode durar longas semanas.

Sintomas

Nas depressões menos severas (conhecidas como Baby Blues) os sintomas podem ser:

  • Mudança de humor
  • Ansiedade
  • Irritabilidade
  • Tristeza
  • Crises de choro
  • Insônia
  • Mudança no apetite

No início, a baby blues pode ser facilmente confundida com a depressão pós-parto, porém nesta os sintomas são mais intensos e duram bem mais tempo, interferindo na capacidade de cuidados com o bebê. Os sintomas podem começar até mesmo antes do parto.

Na depressão pós-parto os sintomas são os seguintes:

  • Humor deprimido ou alterações de humor severas
  • Choro excessivo
  • Dificuldade de se relacionar com seu bebê
  • Retirada da família e amigos
  • Perda de apetite ou comer muito mais do que o habitual
  • Incapacidade de dormir (insônia) ou dormir demais
  • Fadiga esmagadora ou perda de energia
  • Redução de interesse e prazer em atividades que você costumava aproveitar
  • Irritabilidade intensa e raiva
  • Temer que você não é uma boa mãe
  • Desespero
  • Sentimentos de inutilidade, vergonha, culpa ou inadequação
  • Diminuição da capacidade de pensar com clareza, concentrar-se ou tomar decisões
  • Inquietação
  • Ansiedade grave e ataques de pânico
  • Pensamentos de prejudicar a si mesmo ou ao seu bebê
  • Pensamentos recorrentes de morte ou suicídio

Este caso de depressão é realmente muito mais forte, portanto busque ajuda assim que reconhecer algum desses sintomas.

Quando devo procurar um médico

Se você está se sentindo deprimido após o nascimento do seu bebê, você pode estar relutante ou envergonhada em admitir. Mas, se você sentir qualquer sintoma de depressão pós-parto, ligue para seu médico e agende uma consulta.

Se em algum momento você tiver pensamentos de prejudicar a si mesma ou ao seu bebê, procure imediatamente ajuda de seu parceiro ou de seus entes queridos para cuidar de seu bebê e ligue para o número de assistência emergência local para obter ajuda.

Pessoas com depressão podem não reconhecer que estão deprimidas. Eles podem não estar cientes dos sinais e sintomas da depressão. Portanto, se você suspeitar que um amigo ou ente querido tenha algum desses sintomas, ajude-os a procurar atendimento médico imediatamente. Não exite em ajudar!

Causas

Não há uma causa única de depressão pós-parto, mas questões físicas e emocionais podem desempenhar um papel:

  • Mudanças físicas – Após o parto ocorre uma queda drástica nos hormônios (estrogênio e progesterona) em seu corpo, contribuindo para uma depressão pós-parto. Outros hormônios produzidos pela glândula tireoide também podem diminuir drasticamente – o que pode deixá-la cansada, deprimida e irritada.
  • Questões emocionais – Quando você não dorme bem e está sentindo-se sobrecarregada, você pode ter dificuldade em lidar com problemas menores. Você pode estar ansiosa com sua capacidade de cuidar de um recém-nascido. Você pode se sentir menos atraente, lutar com seu senso de identidade ou sentir que perdeu o controle sobre sua vida. Qualquer um desses problemas pode contribuir para a depressão pós-parto.

Se você tem um histórico de depressão – especialmente depressão pós-parto – informe o seu médico se você está pensando em engravidar ou assim que você descobrir que está grávida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *